A proliferação das redes sociais

Artigo publicado no http://www.webartigos.com – Autor: Alexandre Horn

http://www.webartigos.com/articles/62677/1/A-proliferacao-das-redes-sociais/pagina1.html

Quando Mark Zuckerberg lançou o Facebook, tinha em mente agregar contatos entre colegas da universidade e assim obteve muito sucesso. Mas o tempo passou e A Rede Social (Filme The Social Network) cresceu exponencialmente, incluindo várias ferramentas, com aplicativos de novos desenvolvedores, que no meu entendimento, foi o que determinou seu principal diferencial na estratégia desta rede social.Atualmente tenho visto o lançamento de uma série de novas redes sociais, são startups que buscam preencher lacunas ainda existentes na fórmula já um tanto “batida” dos relacionamentos sociais virtuais, que rendeu até um livro sobre um estudo deste tema (Alone Together de Sherry Turkle) cuja tradução “Sózinhos, Acompanhados” espelha bem essa tendência.Mas voltando ao foco do meu artigo, mesmo com a proliferação das novas redes sociais, o que percebi, são na verdade novas funcionalidades agregadas, nas redes que se identificam pela sua função original, que é trocar ideias e expressar sentimentos num contexto, cuja maioria das vezes está em inserir-se numa comunidade com a qual o protagonista está identificado.A luta feroz dos gigantes das novas tecnologias, Google e a Microsoft, agora foi ampliada com mais este “Player”, que conta mais de 500 milhões de usuários (Facebook) e que avança na preferência dos atores sociais e já tem a metade da audiência do Orkut (que reinava absoluto até então) e este “avanço” força estes líderes globais a incluir novos recursos, como o botão +1 do Google nas buscas orgânicas, que agrega comentários de usuários das redes sociais nos seus resultados obtidos. Outra “funcionalidade” recente é o aplicativo que “migra” as imagens do Orkut para o Facebook  (acirrando ainda mais a concorrência) já disponibilizado, que no meu entender, só vai alocar mais espaço nas nuvens (cloud computing) dos servidores.Então minha análise final sobre este aumento repentino das novas redes sociais, me faz concluir que a tendência será a unificação das maiores redes sociais, com cada vez mais aplicativos interligados, como recentemente fez o Flickr, implantando compartilhamento direto com as principais “Social Media”, Twitter e Facebook , das imagens armazenadas pelos seus usuários!Também tenho visto comentários postados, do tipo que pessoas estão usando o Twitter como um MSN, isso para minha análise, demonstra que a cultura das mensagens instantâneas (desde o jurássico ICQ) do Twitter “poderia” ser  de até 140 caracteres, porém agora isso também pode ser “incrementado” com um aplicativo já disponibilizado que aumenta indefinidamente os textos, deixando de lado o objetivo original desse microblog, que foi criado para enviar “short messages” entre estudantes e assim quase passando a tornar-se um diário!Para finalizar, de todas os novos “lançamentos” de aplicativos sociais, o que mais me chamou atenção pela sua utilidade, foi o Memolane, um site que disponibiliza uma linha do tempo (Time Line) que mostra todos os seus posts, fotos entre outras coisas, publicados nas redes sociais.

Anúncios

Sobre Alexandre Horn

Publisher and Social Media
Esse post foi publicado em Redes Sociais na Internet e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s